Responsabilidade Social

Realização

Site acessível para pessoas com deficiência visual
Objetivos de Desenvolvimento do Milênio


Rede Social

Certificação de Responsabilidade Social.

Uma Atitude de Valor Catarinense.

Notícias

Seminário aborda regras da Certificação de Responsabilidade Social

11/07/2017 15:46 - Lisandrea Costa Agência AL

Esclarecer dúvidas, compartilhar experiências e repassar noções de como fazer um balanço social. Com esses propósitos, a Comissão Mista de Certificação de Responsabilidade Social promoveu, nesta segunda-feira (10), um seminário de qualificação voltado a representantes de empresas e organizações da sociedade civil interessados em debater a temática da responsabilidade social e participar da 7ª edição da Certificação e Troféu de Responsabilidade Social - Destaque SC. A programação incluiu mini-palestras ministradas por membros da comissão mista sobre conceitos da área e sobre as regras do edital 2017.

O seminário reuniu integrantes de organizações que já participaram da certificação em outras edições e pessoas em busca de informação para concorrer pela primeira vez. O diretor de Sustentabilidade da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif), Luiz Falcão de Moura, participou do evento para conferir as mudanças no edital. Ele destacou que “o reconhecimento às ações desenvolvidas incentiva outras entidades, outras instituições, a também terem essa preocupação da prática da responsabilidade social”.

Na abertura do seminário, a presidente da Comissão Mista, Karla Straiotto Spessatto, enfatizou os objetivos da certificação. “O Estado de Santa Catarina, ao criar esta lei [que instituiu a certificação], objetivou fomentar práticas de responsabilidade social no ambiente empresarial catarinense, fazer com que as organizações caminhem no trilho da sustentabilidade, façam seus projetos e sua política de gestão interna voltados para o bem-estar social e para a preservação ambiental”, disse. Ela acrescentou que o planeta exige uma mudança no modo de produção e de consumo e que a poluição gera desperdício e ineficiência. “As portas estão cada vez mais abertas para organizações que valorizam questões sociais e ambientais.”

A formatação do balanço social, que é pré-requisito para as organizações interessadas em obter a certificação e concorrer ao troféu, foi um dos conteúdos abordados nas palestras. De acordo com a jornalista Andressa Martins Vicenzi, o balanço Social ou relatório de sustentabilidade é um retrato do desempenho que a organização teve na questão social, ambiental e econômica. “O relatório de sustentabilidade nada mais é que uma ferramenta de comunicação e uma ferramenta de gestão para mostrar aos diferentes públicos com que essa empresa se relaciona como ela desenvolveu e como ela trabalhou a questão dos seus indicadores voltados à sustentabilidade no ano anterior”, explicou.

Na segunda metade do seminário foram abordados os principais aspectos do edital da certificação, que sofreu diversas modificações nesta 7ª edição. Elisângela Schappo, representando a Assembleia Legislativa, enfatizou que a comissão responsável pelo certame fez um esforço para simplificar e desburocratizar o processo este ano e que o formulário de inscrição está mais enxuto.


Inscrições
A 7ª edição da Certificação e Troféu Responsabilidade Social – Destaque SC foi lançada no dia 28 de junho, na Assembleia Legislativa, e permanece com inscrições abertas até o dia 26 de setembro, pelo site. A certificação é uma iniciativa da Assembleia Legislativa em parceria com 12 entidades e órgãos governamentais.

Organizações parceiras/2017:
• Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc);
• Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conede);
• Conselho Regional de Contabilidade (CRC/SC);
• Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc);
• Federação Catarinense dos Municípios (Fecam);
• Fundação do Meio Ambiente (Fatma);
• Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina (FecomércioSC);
• Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc);
• Instituto Comunitário Grande Florianópolis (ICom);
• Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina (OAB/SC);
• Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc);
• Observatório Social de São José (OSSJ); e
• Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae).

Voltar